1. Blog
  2. Sexualidade
  3. Como a lua influencia o apetite sexual

Como a lua influencia o apetite sexual

13 de setembro de 2020
Sexualidade
por Dra. Clarissa Silveira

Como a Luz Influência Nosso Humor e Apetite Sexual

É importante que a gente comece a criar intimidade com nosso corpo, nossa fisiologia, nossas necessidades e desejos, pois só assim vamos vivenciar nossa sexualidade, que é um aspectotão relevante no bem-estar, de forma plena e prazerosa.

A menstruação faz parte da essência feminina e pode ser usada como uma aliada para que possamos valorizar os sinais que nosso corpo nos dá nesse período, tanto na parte física quanto na emocional.
Meu convite, hoje, é para que você possa perceber a menstruação por outro espectro. Vamos misturar ciência e energia, para que nosso olhar fique mais inteiro e, assim, seja muito maisfácil compreender as influências do ciclo menstrual na nossa vida sexual e no nosso humor.

A menstruação e as influências da lua 

Estamos harmonizadas com a natureza. Nossa energia muda ao longo do ciclo menstrual, e tudo isso ocorre em resposta aos estímulos hormonais do nosso corpo e às influências de energias mais sutis. No decorrer da vida fértil, a cada ciclo estamos vivendo um novo recomeço, uma nova chance. E cada parte desse ciclo nos influencia de formas bem diversas.

Veja com as fases da lua têm a ver com o ciclo menstrual e a libido:

  • Lua nova

O momento da menstruação é o evento que marca o início do ciclo. É um período no qual somos regidas pela energia da lua nova. A lua nova traz em nós impulsos mais introspectivos. É como se o período menstrual representasse nosso inverno, um processo físico desgastante - e que nos deixa menos dispostas. É uma fase de energia menos intensa, para a maioria de nós mulheres, e com menor desejo sexual.

  • Lua crescente

 Após essa fase, por um período que dura aproximadamente de 10 a 14 dias, os níveis de estrogênio — o hormônio que caracteriza o ciclo feminino — começam a crescer, e pouco a pouco vamos florescer. Nessa caminhada, um de nossos folículos, que guarda o óvulo, vai se destacar em meio a tantos outros. E assim estamos em nossa fase folicular.

Costumo dizer que é nossa fase do “me sinto bem”. Essa elevação hormonal progressiva faz com que tenhamos energia, disposição, criatividade e bom humor. Representa nossaprimavera. Aqui somos regidos pela energia expansiva da lua crescente. E não pense que os efeitos dessa fase podem ser notados apenas no aspecto emocional. Nosso apetite sexual também aumenta.

Experimente, nessa fase, se tocar. Aos poucos, nossa lubrificação vaginal deixa de ser escassa e vai ficando abundante. Lembre que a lubrificação vaginal existe pra que você tenha uma relação sexual agradável, sem dor, sem atrito, além de ser um sinal subjetivo de excitação sexual, uma vez que se multiplica quando nosso desejo sexual aflora. 

  • Lua cheia

Próximo à metade do ciclo, entramos no período ovulatório. Um dos folículos ganhou força,

cresceu e agora está maduro para liberar o óvulo, capaz de ser fecundado e dar origem a uma vida. Aqui, somos regidas pela lua cheia e toda a plenitude que ela nos traz. Nosso organismo está pronto para fecundar. Nesse momento, estamos vivendo o pico hormonal, nosso verão. Nos sentimos mais extrovertidas e dispostas. A energia está lá em cima e queremos sair e nos movimentar. É natural que o desejo sexual se torne bem presente.

*É importante desmistificar a ideia de que só sentimos nossa libido alta no período ovulatório. Se pensarmos dessa forma, estaremos condicionadas a associar o prazer apenas com a função procriadora. Talvez na ovulatória o desejo sexual seja mais natural e evidente, mas isso não limita nossas possibilidades de exercitar a sexualidade nos outros momentos do ciclo. Afinal, temos cada vez mais conhecimento sobre o poder do clitóris, nosso órgão do prazer, que pode e deve ser explorado durante todas as fases do ciclo menstrual e após nossa vida reprodutiva. Nossa vida sexual não tem limite pra se findar, e podemos ter outras descobertas prazerosas, mesmo fora do período de ovulação. 

  • Lua minguante

Pronto, agora chegamos à fase pré-menstrual, e nossa natureza entende que é preciso calmaria, afinal, estamos sendo regidas pela lua minguante. Isso nos aproxima da energia e da representação do outono. Precisamos nos preparar pra deixar ir.

Aqui começa a ascensão da progesterona — hormônio que prepara o corpo da mulher para a gestação —, que nos faz mais introspectivas, algumas vezes tristes, mais emotivas ou nervosas. Cada uma com seu momento e sua intensidade.

Nessa fase. podemos nos sentir mais cansadas, menos motivadas. Estamos vivenciando a famosa “TPM” e nosso organismo pede por descanso. É um ótimo momento para se observer e rever o que a incomoda. A TPM pode ser usada como ferramenta para se perceber e se conhecer, desde que você se respeite.

O desejo sexual também pode se elevar nesse período, mas nossa sexualidade se manifesta de forma diferente: com menos emoção e mais intuitiva. E se analisarmos a questão hormonal, tudo faz sentido, pois é quando nosso corpo produz ocitocina, o hormônio do vínculo de intimidade, da satisfação, do cuidado, do apego e da empatia. Isso intensifica nossos vínculos e faz o desejo sexual nascer como o ápice do carinho e do afeto.

E depois dessa linda viagem, que pode durar de 21 a 35 dias, nos aproximamos novamente da menstruação, quando um novo ciclo se iniciará, e, novamente regidos pela lua nova, vamos vivenciar um novo recomeço. 

Por que alinhar o ciclo menstrual às fases da lua?

“Ok, entendi as correspondências dos momentos internos com as fases da lua.
Mas e quando meu ciclo não está coordenado com o ciclo astrológico da lua?”

Existem estratégias para alinhar nosso ciclo às fases astrológicas da lua. Há quem sugira, também, que esse alinhamento acontece naturalmente, quando estamos conectadas à nossa feminilidade. 
Nesse caso, a influência em cada fase do ciclo se torna ainda mais forte, pois é impactada pelos hormônios e pelo externo — a lua. Se suas fases lunares internas ainda não correspondem ao ciclo astrológico da lua, você pode considerar as duas influências e perceber como elas, juntas, te afetam, certo? 

Se conhecer para se acolher

Quando compreendemos as influências hormonais e energéticas de cada fase do nosso ciclo, fica mais fácil acolher cada versão nossa que aparece.
Deixamos de desejar que estivéssemos tão produtivas ou alegres quanto na semana retrasada e compreendemos que o nosso momento natural é de introspecção. 

A TPM, por exemplo, deixa de ser vista como um problema e se torna apenas uma fase natural para induzir nosso olhar mais interiorizado. Podemos aproveitar e trabalhar nosso recolhimento e autoconhecimento. 

Da mesma forma, podemos ter mais consciência dos impulsos fortes induzidos pela lua cheia, nossa fase mais expansiva. O que podemos explorar e o que devemos evitar nessa fase?

Refletir sobre como nosso ciclo nos influencia pode ser uma estratégia eficiente para aceitar as variações de apetite sexual e também as variações emocionais, já que as duas coisas estão intimamente relacionadas.

E aí, acendeu sua luz para o ciclo menstrual?  Comenta aqui embaixo se ainda tiver alguma dúvida!

Por Dra. Clarissa Silveira
@clarissasilveiragineco

Tags: desejo sexual lua ciclo menstrual
O que é
Namah?

shopping_cart Meu Carrinho

attach_moneyPagamento

0.030061006546021 - 8|8